quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Escravas do Desejo - Daughters of Darkness

Uma angelical e manipuladora Condessa Elizabeth Bathory (Delphine Seyrig) e sua belíssima e enigmática amante, Ilona (Andrea Rau), são os pilares de uma complexa jornada ao vampirismo erótico, perversidade e morte. Quando elas decidem seduzir um casal hospedado num barroco e extravagante hotel, inicia-se um frenético e violento jogo de sedução e desejos. Co-escrito e dirigido pelo cultuado cineasta belga Harry Kümel (Malpertuis), Escravas do Desejo se tornou um clássico do gênero horror erótico, influenciando outros grandes filmes como: Martin (1978, de George Romero) e Fome de Viver (1983, de Tony Scott). Gênero Terror Atores Delphine Seyrig, Daniele Ouimet, John Karlen, Andrea Rau, Paul Esser, Fons Rademakers, Joris Collet, Georges Jamin, Direção Harry Kümel, Idioma Inglês, Legendas Português, Espanhol, Ano de produção 1971 País de produção Bélgica, França, Alemanha, Duração 100 min
video

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Lâmia e a Revolta dos Vampiros (Cinema de Bordas), por Iam Godoy

LÂMIA E A REVOLTA DOS VAMPIROS "...para companheira de Adão Deus criou Lillith, uma mulher que se negava a ser inferior ao Homem. Por causa de sua escolha foi expulsa do Paraíso e algum tempo depois conheceu Caim, filho de sua substituta no leito e amaldiçoado por praticar fratricídio. Da união deste dois seres malditos nasceu Lâmia, a Rainha dos Vampiros e flagelo da Humanidade." Com esta temática Rubens Mello nos apresenta um de seus primeiros trabalhos para o cinema de horror. A história narra a revolta dos vampiros contra os humanos após a morte(?) de sua criadora e o retorno da própria sob a tutela de um grupo de feiticeiros que cuidam para que sua presença equilibre a convivência de ambas as espécies. Diferente de "Tatúrula: Sinfonia do Medo" (seu trabalho atual) "Lâmia" é cru e underground, com aquela levada que só os saudosos filmes trash conseguiam transmitir. Gravado nas segundas-feiras em Mairiporã e algumas horas antes das apresentações dos atores no "Castelo dos Horrores" do Playcenter, foi praticamente argumentado na hora. De acordo com Rubens Mello (ator e diretor e incansável propagador do horror brasileiro), "Lâmia" pode soar um tanto confuso tanto pela edição frenética de imagens e sons e tanto pela história dos personagens, que somente os aficcionados pelo jogo "Vampire: The Masquerade" poderão reconhecer. Mas este é menor dos problemas, já que o próprio diretor alega que "Lâmia" não é um filme profissional e sim um laboratório móvel de edição, make-up e fotografia, que é um dos pontos fortes da película na minha opinião. Recentemente o diretor re-editou algumas cenas do filme e acrescentou-as ao clipe "Cinderella", da banda Libra, que pode ser visualizado no youtube. Se você se interessou pela história e quizer assistir o filme o diretor disponibilizou a obra para download integral nos sites Gore House e Fraternidade do Medo. Assista, reflita e escolha o seu lado. A rebelião vai começar... Postado por Iam Godoy às 18:32 0 comentários Marcadores: http://www.blogger.com/img/blank.gif
video

sábado, 5 de setembro de 2009

LIZ VAMP É AGREDIDA DURANTE SEU ANIVERSÁRIO EM SP!




Nesta última madrugada do 4 de setembro Liz Marins (cineasta e atriz que interpreta a personagem Liz Vamp e é a fundadora do Dia dos Vampiros, uma importante campanha humanitária) e o escritor Kizzy Ysattis (autor de Clube dos Imortais entre outros livros) foram agredidos por seguranças do clube “Lôca” aqui em São Paulo - ao final da comemoração do aniversário da cineasta celebrado lá, junto a alguns amigos e amigas - quando a maior parte deles já não estavam mais presentes.
Foi um verdadeiro ato criminoso de brutalidade gratuita e que revela odespreparo de integrantes da equipe de segurança e de integrantes da própria gerência da casa - no trato com o seu público.Uma atrocidade sem tamanho, que desfigurou sevéramente a face de Kizzy e feriu corporalmente a cineasta Liz Marins.
O pai de Liz, José Mojica Marins (conhecido por interpretar o personagem Zé do Caixão e ser um dos pioneiros do cinema nacional) manifestou sua indignação com o ocorrido e alegou publicamente que a agressão lhe recordou os tempos da ditadura.Ele acredita que se tivesse estado presente no evento, tal fato triste não teria acontecido. (Recentemente ele foi passou por uma delicada cirurgia, e por ordens médicas não podia sair de casa)
NESTE MOMENTO: Nós do REDE VAMP conversamos com Liz Vamp nesta sexta feira próximo da meia noite e ela nos informou que tanto ela quanto Kizzy estarão tomando todas as medidas judiciais cabíveis para processar a casa e os funcionários envolvidos - e levarão estas ações até o fim.
O estado de saúde de Kizzy já encontra-se estabilizado e aparentemente fora de perigo - embora ainda precise aguardar a opinião de médicos especializados e a alta do hospital onde está internado desde a agressão.Segundo foi contado por Liz, ele ainda tem dificuldades para abrir um dos olhos e perdeu alguns dentes - e está muito ferido corporalmente.
[5 de setembro, 11h48]Neste sábado cinco de setembro ás 11h48 o escritor Cláudio Brites(Terracota Editora) amigo de Kizzy divulgou que ele encontra-se aparentemente bem e foi realizar o exame de corpo delito.Em sua nota pública Cláudio confirma que:”[Kizzy] está indo fazer corpo de delito. Não está mais no hospital.Está bem. A parte interna da cabeça está intacta. Houve traumatismo craniano na testa que agora tem uma fissura. Haverá acompanhamento.[Já foram indicados] alguns nomes de peso na proteção dos direitos humanos [...]para ajudar no caso.As matérias nos jornais atenuaram a violência hoje, como se tivesse sido um simples revide, briga de rua. E não foi.Mas vai dar tudo certo, a pior parte já foi.”Segundo Cláudio Brites.




“Atos de covardia como este que sofremos, precisam ser denunciados e punidos por lei - tanto por quem foi vítima da violência, como também por aqueles que testemunharam tamanha bárbarie.Hoje fomos nós, amanhã pode ser você.” conta a cineasta Liz Marins.
“Tamanha violência vai contra tudo aquilo que defendo publicamente.Todos os anos realizo o Dia dos Vampiros que é uma campanha que além do incentivo a doação de sangue tem como bandeiras públicas o combate ao preconceito, incentivo a diversidade e a produção cultural alternativa.Na hora, mal podia acreditar, que eu e meu amigo havíamos sido atacados com tamanha violência naquele local, onde sempre fui muito bem recebida e encontrava pessoas que simpatizavam com as idéias que defendo publicamente.”…”defendí meu amigo, como defenderia qualquer pessoa num momento como aquele.”complementa Liz Marins.
Infelizmente tamanha atrocidade foi cometida ao final do festejo do aniversário da cineasta, atriz e escritora quando seus convidados e amigos já haviam ido embora.Liz não sente-se a vontade e nem cultiva a fama de “baladeira” - saindo pouco para eventos e baladas assim devido a suas múltiplas ocupações profissionais.
Nós do Rede VAMP conhecemos a presença de espírito e a força pessoal de Liz Marins e temos certeza que logo ela estará recuperada e na ativa novamente.Recentemente ela organizou mais uma edição do Dia dos VampiroS com o Cortejo dos VampiroS, participou de diversos programas de tv defendendo as causas e bandeiras do dia - e esteve presente na matéria do programa Mulheres exibido na última terça-feira.
SOBRE A CASA: A “Lôca” era uma respeitada e tradicional casa que recebe uma grande variedade de públicos desde apreciadores da música alternativa, do poprock e da cena GLBT paulistana - ao longo desta década.Até esta data, a casa cultivava uma imagem de segurança e de tolerância, de incentivo as artes e sempre teve intenso engajamento cultura.
No entanto, a partir do instante em que mantêm em seu quadro de funcionários, agressores e criminosos que covardemente e em grupo cometem um ato de violência desta envergadura contra alguém - a imagem da casa, do ambiente e dos seus produtores, ficou sevéramente abalada frente a todo público.E indignação é muito pouco para descrever o que é sentido neste momento…
O ato de violência de funcionários da casa contra o escritor Kizzy Ysattis e com a cineasta Liz Marins - não deve passar impune perânte a sociedade e nem perante qualquer pessoa que tenha um mínimo de bom senso e de sensibilidade.Se ontém duas pessoas engajadas com a produção cultural foram agredidas covardemente por integrantes da equipe da casa - os próximos a serem agredidos podem ser outros frequentadores.A INDIGNAÇÃO TOMA CONTA DA CENA: Desde o amanhecer desta sexta feira quatro de setembro os diversos apreciadores dos trabalhos de Liz Vamp e de Kizzy vem utilizando os meios digitais como Orkut, Twitter, Blogs, Messengers e tantos outros - como importante ferramenta de denúncia e conscientização para a bárbarie ocorrida para com os dois amigos e renomados produtores culturais.Escritores, leitores, integrantes da Subcultura Vampyrica, produtores culturais e muitos outros estão bastante ativos e não deixarão tamanha violência ser esquecida ou ficar impúne.Até o presente momento, o clube “Lôca” permanece esquivo e ausente de depoímentos sobre o ocorrido.
10 Responses to “LIZ VAMP É AGREDIDA DURANTE SEU ANIVERSÁRIO EM SP!”
Mensageiro Obscuro says:
05/09/2009 at 12:01
Estou indignado com o que aconteceu. Postei sobre isso em meu Blogger e vou divulgar para cobrar justiça e segurança das autoridades.
Gregorio de Lioncourt says:
05/09/2009 at 12:28
Isto é um absurdo!!!!Uma pessoa tão do bem como Liz sofrer uma barbarie como esta.E o rapaz,ele precisava ser agredido com esta brutalidade toda?Trabalho na área de segurança patrimonial como consultor e suporte e nunca vi tanta falta de profissionalismo e competência em 12 anos de profissão.A covardia é tanta que alem de desfigurarem o pobre rapaz ainda agrediram uma mulher!!!Isto é um absurdo sem par!!!Caso de policia…eu junto com todos os gothz e Vampyros de Mg presto aqui minha indignação.E peço que isto mão fique imune…Atenciosamente e totalmente enojado….
Gregorio de Lioncourt
Kleber says:
05/09/2009 at 14:02
Indigno mesmo. E já nos juntamos desde ontem pela manhã á rede de protestos contra o que aconteceu. Contem com nosso apoio.Vita e Pax para todos!!!
Danny Marks says:
05/09/2009 at 17:56
Parece uma história de terror, o roteiro de um filme ruim, mas, infelizmente é real.Enquanto pessoas com indoles assassinas passearem travestidos de “seguranças”, todos estaremos ameaçados. Pelo que fui informado pelo Claudio Brittes os agressores são policiais que fazem “bico” na boate.
Isso é um agravante, já que esses mesmos “seguranças” em outros horários estão fardados, com armas em punho e supostamente fazendo a segurança da população.
Essa sensação de poder ilimitado e impunidade que algumas pessoas acreditam ter por usarem simbolos intitucionais deve acabar e para isso é preciso que haja a consciêntização do publico para que cobrem medidas das autoridades.
Violência Não, Justiça Já, vamos combater a discriminação e toda as formas de violência para não nos tornarmos vítimas de monstros reais.
Eric says:
05/09/2009 at 18:15
Já coloquei no meu site e no Fantastik esse absurdo.Não passará em branco.Abs.
Lica Twilight Universe says:
05/09/2009 at 19:27
è um absurdo, pra não dizer mais pq faltam palavras, contra esta violencia horrivel que eles sofreram.Estão de prontidão para ajudar em qualquer coisa.
BjokasMelhoras e força a Kizzy e Liz.
Lica
Iam Godoy says:
05/09/2009 at 20:24
É realmente vergonhoso saber que ainda existem pessoas que ensinam aos filhos que o “mal” é feio e o “bem” é bonito…Os verdadeiros monstros desta história não curtem o horror, se vestem “socialmente normais” e não possuem presas ou garras.Está na hora da sociedade se tocar e ver que este estereótipo ridículo que ela criou sobre “rockeiro/gótico” é tudo vagabundo e anormal está absurdamente errado. Os verdadeiros monstros estão por aí, de social, roubando os cofres públicos e violentando nossas crianças…
Para quem quizer aderir a “Campanha Anti-Violência”, deixo anexado uma pasta com flyers e gifs, ok?
Grande abraço a todos os irmãos e irmãs do underground.
http://www.4shared.com/file/130399718/a9124313/CAMPANHA_ANTI-VIOLENCIA.html
Ademir Pascale says:
05/09/2009 at 21:56
É lamentável, fiquei muito triste com a notícia. Já tive experiências semelhantes com duas pessoas da minha família e conheço bem de perto a lastimável brutalidade de algumas pessoas que se dizem seres humanos, mas que na realidade não sabem nem o significado destas duas palavras. A justiça no Brasil é falha e se não lutarmos constantemente pelos nossos direitos como cidadãos, tudo acaba no esquecimento. Mas existe uma força maior que nos observa, castiga e retribui. Meus sinceros votos de melhoras ao escritor Kizzy Ysatis.
Lord A:. says:
05/09/2009 at 22:27
Que fique aqui registrada minha indignação e desapontamento com a evidente apatia e descaso dos produtores de eventos góticos, vampíricos, metals e etcs em relação a violência sofrida por Liz Vamp e Kizzy Yssatis.
Até o presente momento 12h56 do sábado cinco de setembro, nínguem se manifestou e sequer comentou em seus meios digitais ou fartos mailings e orkuts (que lotam nossas caixas de entrada e entopem nossos scrapbooks) sobre a violência sofrida pela cineasta e o escritor - ambos eram frequentadores de eventos e muitas vezes convidados especiais para noites de autógrafos e afins.O que acaba aparentando no final das contas, é que eles só lembram de escritores e produtores culturais tão somente como “complemento” de público (alguém que possa atrair mais x pessoas para a festa”.
Outro fator é que a maior parte dos proclamados produtores de eventos vampíricos, góticos, metals e etcs, como tem rabo-preso e mantêm suas parcerias de flyers, sites e divulgação com a “casa e seus projetos” onde ocorreu a agressão - preferem sujeitarem-se a evidente omissão apática e silenciósa perante o ato de violência sofrido por Liz Vamp e por Kizzy.
Vale ressaltar que Liz Vamp (cineasta, atriz e escritora) é a criadora da campanha do Dia dos Vampiros que tem como bandeira o combate ao preconceito, incetivo a diversidade cultural, e campanhas informativas sobre os meios alternativos e a doação de sangue.E qualquer forma de omissão ou de descaso perante esta agressão feita a ela e a Kizzy (reconhecido romancista e contista) é uma grande vergonha.
Cid says:
05/09/2009 at 23:24
Nossa, ontem eu passei o dia inteiro mal por conta disso. Ainda bem que tudo indica que ele está prestes a sair da internação e receber alta. Acho que cabe a nós espalhar a denúncia e fazer essa agressão ser “no mínimo” de conhecimento de todos, para que a casa arque com as consequências de uma forma ou de outra.Sobre o que o Lord A. comentou acima, é preciso encorajar aqueles que se sentem de alguma forma reprimidos. O que houve transcende qualquer tipo de política de boa vizinhança. Trata-se de uma pessoa espetacular que foi brutalmente espancado por quatro (!!!) policiais-seguranças (isso não é ilegal???) e que perdeu dentes e vai carregar cicatrizes pro resto da vida.Até agora a casa não se pronunciou, mostrando extremo descaso com o agredido e com os seus frequentadores em geral. Não podemos deixar isso passar em branco!Força, Kizzy!
Leave a Reply